Não podemos mudar o tempo da nossa vida, mas podemos ocupa-lo com amor


Publicado em 07/02/2019 Atualizado em 07/02/2019 09:22

Quando eu sei aprender com o passado, eu tenho alegria, quando eu sei aprender com o futuro, eu tenho esperança. Ninguém tem o controle do tempo, não temos poder sobre isso. Às vezes, uma mãe que perdeu um filho, pensa que gostaria de voltar no tempo e segurar aquele momento para que ele não acontecesse, ou um filho que estava com ódio do pai, que acaba morrendo sem que eles se falem, com certeza gostaria de voltar no tempo para poder conversar com o pai. Mas não temos esse poder.

Às vezes, o nosso desejo é de segurar o tempo. Quando somos adolescentes queremos fazer o tempo correr, mas não temos controle sobre o tempo. Eu não posso dizer ao tempo, que passe mais rapidamente ou que passe lentamente. 

O que é o espaço? É o que eu faço com o meu tempo. Transformar a vida em uma lição de amor, isso fez Zilda Arns (POR EXEMPLO). Você se lembra dela? Zilda foi médica pediatra e sanitarista. Fundou em 1983 a Pastoral da Criança, um programa de ação. No início era só um grupo de voluntários do Paraná, com o objetivo de ajudar famílias pobres a evitar a mortalidade infantil com a disseminação do uso do soro caseiro. Em janeiro de 2010 saiu de Curitiba e partiu para Miami, onde pegou outro avião que a levou até Porto Príncipe, no Haiti, onde faria uma palestra sobre seu trabalho na Pastoral, para um grupo de religiosos haitianos. Era o dia 12 de janeiro, quando terminou a palestra e permaneceu no prédio paroquial da, respondendo algumas perguntas dos religiosos. Foi nesse momento que aconteceu o terremoto que destroçou Porto Príncipe. O prédio de três andares virou um amontoado de pedras e vigas. Zilda foi atingida na cabeça e morreu na hora, junto com outros religiosos que estavam na sala.

Ela não tinha o poder de prolongar o tempo da sua existência, mas tinha o tempo de transformar a sua vida em uma lição de amor. Porque é possível ampliar com o amor o nosso tempo. Todos nós temos uma missão, e o enfrentamento dessa missão garante que a nossa história terá outro significado.

Há algumas coisas em nossa vida que são transitórias, e outras definitivas. Para que consigamos viver bem, é necessário que entendamos que a nossa vida é um presente de Deus. É preciso acordar e perceber que Deus está conosco em todos os momentos, nos sofrimentos e nas alegrias.

É preciso aproveitar o tempo para que este espaço seja preenchido com amor. Amar é cuidar do outro, é olhar para o outro como alguém que é cheio de possibilidades. 
O tempo nos ensina o quanto podemos melhorar ao nos levantarmos das quedas, e podemos olhar para as pessoas que marcaram a nossa vida e com elas aprendermos algo bom. O passado não pode nos escravizar, as pessoas erram sim, mas é preciso olhar para a nossa vida e ver que as nossas cicatrizes também foram moldando o nosso caráter. 

Tem gente que faz da vida um ato de derrota. Derrotado é aquele que não tem esperança na vida. Enquanto eu tenho sonho e amor dentro de mim, eu não sou um derrotado. Nós somos vencedores em Deus. Nós não dominamos o tempo, mas o espaço sim. Um sorriso que eu dou ao outro, faz ampliar o espaço. Em muitos momentos, o nosso amigo não precisa do que vamos dizer a ele, mas estar perto dele é o que faz a grande diferença, e é isso que o outro precisa.

Gabriel Chalita

ArautoFM




RADIO ARAUTO FM - VERA CRUZ
(51) 3718-3800 (estúdio)
(51) 3718-3400 (comercial)
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
RADIO ARAUTO FM - SANTA CRUZ DO SUL
(51) 2109-0066 (recepção)
Rua Venâncio Aires, esq. Galvão Costa, nº 5
Santa Cruz do Sul - CEP: 96810-204
Copyright © 2017 Rádio Arauto FM - www.arautofm.com.br